Um livro é como um mundo. Uma biblioteca são muitos e um livro é um, mas ambos são a mesma coisa. Infinitas palavras, leituras e interpretações. Uma cena aberta também é algo do mesmo tipo, seja um espetáculo gigante, ou performance mínima. Esta feira acontece na intersecção entre estes dois mundos. Esta feira também é uma cena aberta onde será possível encontrar textos, imagens, livros, fanzines, cordéis, pôsteres, programas, etceteras que falem em varias línguas sobre autores, leitores, diretores, atores, performers, criadores de todas partes que sabem o mundo como cena aberta. O que eles sabem? o que eles podem? do que eles falam? como eles fazem? e o que silenciam? Presentes a corporeidade, e a performatividade.

Foi porque nunca tivemos gramáticas, nem coleções de velhos vegetais. E nunca soubemos o que era urbano, suburbano, fronteiriço e continental. Preguiçosos no mapa-múndi do Brasil.

Uma consciência participante, uma rítmica religiosa.*

Feira onde seja possível se perder e encontrar o procurado, arquitetar o desconhecido, descobrir o que não sabemos. Miríade de leitores e leituras junto a vastos saberes enredando-se. Lançamentos de textos novos, performances, oficinas, leituras, acontecem durante seus três dias.

Programação completa em breve.

*Manifesto Antropófago, Oswald Andrade, 1928.
7
16:00 - 20:00
Vão livre Praça das Artes
Av. São João, 281 - Centro - São Paulo - SP

Página Aberta | Feira de Livros

Esta feira também é uma cena aberta

8
11:00 - 18:00
Vão livre Praça das Artes
Av. São João, 281 - Centro - São Paulo - SP

Página Aberta | Feira de Livros

Esta feira também é uma cena aberta

9
11:00 - 18:00
Vão livre Praça das Artes
Av. São João, 281 - Centro - São Paulo - SP

Página Aberta | Feira de Livros

Esta feira também é uma cena aberta

Nenhum evento encontrado!